Saiba tudo sobre emprego no intercâmbio

Saiba tudo sobre emprego no intercâmbio

Afinal, é fácil arrumar emprego no intercâmbio? Essa é uma das dúvidas mais frequentes dos estudantes que vão estudar no exterior. Mas não se preocupe, a Trinity Intercâmbio é especialista no assunto e vai te contar tudo. Neste artigo, falamos tudo o que você precisa saber sobre emprego durante o intercâmbio.

O trabalho durante os estudos no exterior é geralmente por conta do estudante. Há estudantes que encontram trabalho logo, mas também há estudantes que demoram mais.

O que faz o estudante encontrar um emprego no intercâmbio mais rápido são habilidades como: desenvoltura, flexibilidade, nível de inglês e jogo de cintura.

Por que fazer um intercâmbio de trabalho e estudo no exterior?

Nosso primeiro tópico não poderia ser outro. Algumas pessoas não sabem da possibilidade de trabalhar enquanto estudam no exterior, e é muito comum elas se perguntarem “por que eu vou pagar para trabalhar?”.

Na verdade, você não está pagando para trabalhar e sim adquirindo a permissão de exercer um trabalho enquanto está morando no destino do intercâmbio. 

Tipos de emprego no intercâmbio

Se você não topa qualquer tipo de emprego, será mais difícil encontrar um trabalho. As colocações mais disponíveis para os intercambistas são em áreas de atendimento ao cliente e serviços, como por exemplo, ajudante de cozinha, limpeza, entregador, caixa, barista, recepcionista, camareira, vendedor, garçom, entre outros. No exterior eles chamam esses empregos de Entry Level Jobs. 

Lembre-se que ele vai servir como uma porta de entrada para uma função melhor. O que importa é a experiência adquirida. Além do mais, ao trabalhar enquanto estuda você vai acelerar seu aprendizado do idioma por estar em contato com o inglês o tempo todo e não somente na sala de aula.

Quanto tempo duram os programas de estudo e trabalho no exterior? 

Isso vai depender do destino que você escolher, por exemplo, Austrália e a Nova Zelândia dão a permissão de trabalho para intercambistas que vão ficar nesses países a partir de 14 semanas, enquanto, na Irlanda, o tempo de estadia deve ser de pelo menos 25 semanas.

Mas não pense que você pode ficar o resto da vida trabalhando em outro país. Essa permissão só é dada para estudantes, então, você deve comprovar que está fazendo um curso (seja de idioma, acadêmico ou profissional) durante todo o período em que você permanecer no país.

Qual nível de inglês precisa ter para conseguir um emprego?

O nível de inglês é um dos pontos mais importantes na hora de arrumar um emprego no intercâmbio.

Quanto melhor for o seu nível do seu idioma, a tendência é arrumar trabalho mais facilmente. Se o nível de inglês é mais baixo, é comum demorar um pouco mais de tempo para trabalhar, já que será preciso primeiro conseguir se comunicar. De qualquer forma, há diversas funções que contratam pessoas com níveis iniciantes de inglês. Basicamente, há espaço para todos, mas com um nível mais alto, melhores oportunidades aparecerão.

Quantas horas é permitido trabalhar durante o intercâmbio?

A regra é clara: o estudante pode trabalhar apenas meio período por dia, contabilizando 20 horas semanais. Você até pode tentar fazer uma hora extra, mas que fique claro que isso é ilegal e se a imigração do país ficar sabendo, as consequências podem ser nada agradáveis. Salvo algumas exceções como na Irlanda, por exemplo, que permite trabalho integral nos meses considerados de férias por eles. Leia o artigo Como funciona o intercâmbio na Irlanda para saber mais.

Quanto tempo levará para arrumar um emprego?

Os empregos para estudantes no exterior são rotativos, pois os estudantes chegam e vão embora. A tendência é encontrar um trabalho a partir do 2º e 3º mês, variando bastante de estudante para estudante.

Já saí do Brasil com emprego garantido?

Não, você não vai para o intercâmbio com um emprego garantido. Como dissemos anteriormente, o intercâmbio de estudo e trabalho garante a permissão de trabalho.

Com a permissão de trabalho em mãos, você pode sair para procurar o seu emprego, mas vale lembrar que a Trinity irá te auxiliar em tudo.

Como conseguir um emprego no exterior?

Primeira coisa: você vai ter que ser persistente. A procura de emprego no exterior, funciona da mesma forma que no Brasil: não cai do céu.

Então, não tenha vergonha de fazer contatos, bater de porta em porta entregando o currículo ou pedir para aquele conhecido dar a sua indicação para um trabalho.

Basicamente, são 3 fatores que influenciarão nesse quesito:

1° fator: seu nível de inglês (quanto maior o nível, melhores oportunidades e mais rápido você vai encontrar emprego);

2° fator: o que você está disposto a fazer (se você é da área de engenharia aqui no Brasil e só quer trabalhar na sua área, lembre-se que você estará competindo com irlandeses e europeus que falam inglês fluentemente e não tem restrições de limites de horário para trabalhar, por exemplo. Então começar pelos Entry Level Jobs é uma excelente oportunidade para incluir experiência no exterior no seu currículo para servir como referência);

3° fator: quão disposto você está para procurar emprego (por incrível que pareça, isso é muito importante porque a oportunidade de emprego no exterior, dificilmente, vai cair do céu. Então é preciso persistência e força de vontade para buscar emprego, entregar currículos, participar de entrevistas, falar para todos seus amigos que você está procurando uma oportunidade, pedir indicações e por aí vai).

Vantagem

Uma das vantagens do emprego durante o intercâmbio é que você terá uma ótima ajuda de custo para as despesas do dia a dia como transporte e alimentação. O intercâmbio também fica mais proveitoso e você consegue uma imersão cultural maior.


Agora que você já sabe tudo sobre emprego no exterior, só falta escolher um destino e entrar em contato com a Trinity Intercâmbio. 🙂 

Para receber um orçamento de intercâmbio, não hesite em nos contatar através do e-mail: info@trinityintercambio.com.br ou WhatsApp: +55 11 94712-1141.

Você gostaria de fazer um orçamento conosco? Basta preencher esse formulário.