Como funciona o intercâmbio na Irlanda

Como funciona o intercâmbio na Irlanda

A Ilha Esmeralda, como também é conhecida a Irlanda, atrai intercambistas de todo o mundo devido à sua longa tradição em educação e qualidade de ensino reconhecida internacionalmente. O país oferece diversas oportunidades de cursos que podem ser aliadas à permissão de trabalho durante o período de estudos, dependendo da duração do programa.

A princípio, a primeira parte é tirar o visto de estudante. Então vamos lá!

Como tirar o visto de estudante na Irlanda

Se você vai estudar por até 90 dias sua entrada no país será como turista, não havendo necessidade de tirar nenhum visto. Porém, se você adquiriu um curso com duração maior que 12 semanas, você deverá solicitar o visto de estudante.

Para que se obtenha a permissão para trabalhar enquanto estuda, o aluno deverá adquirir um curso de 25 semanas, com no mínimo 15 horas semanais de aulas no período da manhã ou da tarde e a escola deve constar na lista do ILEP. O aluno terá então a permissão para trabalhar até 20h semanais e durante os meses de junho a setembro e de 15/dez a 15/jan poderá trabalhar até 40h semanais. Lembrando que, depois de 8 meses de intercâmbio na Irlanda você pode renovar o seu visto para curso de inglês e estudar o idioma por até 2 anos (duas renovações). E não é necessário comprovar os 3 mil euros para os casos de renovação. Para permanecer na Irlanda por mais tempo como estudante, o aluno deverá se matricular em um curso superior e não mais em cursos de idiomas.

O visto é tirado no destino, porém, daqui do Brasil você deverá levar consigo os seguintes itens a serem apresentados na imigração do aeroporto da Irlanda:

– Passaporte válido;

– Carta de matrícula da escola;

– Carta de acomodação (onde você vai se hospedar pelo menos nas primeiras semanas);

– Passagem de volta;

– Comprovação de três mil euros (confira abaixo nosso artigo completo sobre a comprovação).

Comprovação dos 3 mil euros

Para estudar na Irlanda, o governo exige que os estudantes comprovem uma quantia mínima de 3 mil euros para solicitar o IRP (Irish Residence Permit – antigo GNIB), seu visto de estudante na Irlanda. Mas, por que comprovar 3 mil euros?

Bom, comprovar três mil euros para o visto da Irlanda é basicamente dizer ao governo irlandês que você possui dinheiro suficiente para se manter por lá. Assim, caso algum imprevisto aconteça, você tem uma reserva financeira disponível para arcar com custos. É claro que você ainda consegue trabalhar enquanto estuda, o que facilita bastante.

Lembrando que os três mil euros só precisam ser comprovados para estudantes que vão ficar por 8 meses na Irlanda. Caso o prazo seja inferior a seis meses e superior a três meses, a exigência é de 500 euros por mês.

Então, como levar tudo isso e comprovar a quantia para o governo irlandês? As maneiras de comprovar esse valor são:

– Extrato de sua conta bancária no Brasil;

– Extrato de sua conta bancária na Irlanda;

– Extrato do cartão pré-pago (VTM, por exemplo);

– Bank Draft / Postal orders.

Para maiores informações, confira abaixo o artigo completo sobre Comprovação dos 3 mil euros na Irlanda.

Como solicitar o IRP (Irish Residence Permit)

Ao entrar na imigração do aeroporto na Irlanda apresentando sua documentação, o oficial da imigração irá te conceder um visto provisório de estudante, o qual você deverá regularizá-lo dentro de um prazo de 90 dias.

É necessário que se faça um agendamento prévio se você vai tirar o seu visto em Dublin, na capital irlandesa. Para os demais destinos na Irlanda você deve se dirigir ao prédio da imigração com todos os documentos e pegar uma senha e aguardar ser chamado.

Passo 1: Agendamento (somente para Dublin)

O agendamento você efetua pelo o site da imigração. Para mais detalhes, acesse abaixo nosso artigo completo sobre Agendamento do Visto.

Passo 2: Encontrar uma acomodação

Você deve sair do Brasil com alguma acomodação temporária já reservada para as primeiras semanas, como residência estudantil, hostels ou casa de família. A Trinity Intercâmbio oferece todas essas opções. Para facilitar na escolha da acomodação, o artigo Casa de família ou residência estudantil? abaixo irá te ajudar! Porém, essas opções não são aceitas pela imigração, ou seja, você deve procurar uma acomodação fixa. Apenas depois que encontrar é quando você poderá dar andamento aos demais procedimentos. E a Trinity Intercâmbio auxilia os alunos nessa busca.

Passo 3: Solicitar a IRP letter

Paralelamente ao processo de encontrar uma acomodação fixa, você deve comparecer à escola, fazer seu teste de nível e solicitar que emitam a IRP letter.

Passo 4: Comparecer à imigração

No dia do agendamento do seu visto, no caso de Dublin, ou quando você já tiver todos os documentos em mãos para apresentar (no caso de outras cidades), você deve comparecer à imigração com os seguintes documentos:

– IRP letter;

– Passaporte;

– Seguro governamental;

– Comprovação dos 3 mil euros.

Lembrando que é neste momento que você irá pagar os 300 euros referente ao seu visto e a imigração não aceita pagamento em espécie. Você poderá pagar seu visto de estudante na Irlanda através de cartão de crédito internacional ou cartão pré-pago. Caso você não disponha de nenhum dos dois, a imigração irá emitir uma espécie de boleto para você ir até o banco efetuar o pagamento e isso leva um tempo maior para liberarem o seu IRP (antigo GNIB).

Dentro de um prazo de 10 dias você irá receber a comprovação do seu visto de estudante via correspondência. É muito importante que você verifique o tempo de visto concedido, pois, algumas vezes os oficiais da imigração acabam errando no preenchimento das datas.

Renovação de vistos online para alunos universitários

Alunos universitários estrangeiros que estudam na Irlanda e são nativos de nações não pertencentes à Europa poderão renovar o registro de imigração de forma online, mas apenas alunos que vivem no condado de Dublin poderão fazer a renovação pela internet.

Os alunos universitários poderão renovar sua permissão de imigração por meio de um novo sistema de inscrição online. Eles poderão enviar sua inscrição e toda a documentação pela internet, pagar a taxa de inscrição também no ambiente virtual e, depois, postar seu passaporte ao INIS. O passaporte é necessário para completar o registro, pois a permissão é colocada nele. Depois de carimbado, o documento é devolvido por correspondência registrada assim como o cartão de autorização.

Escrevemos um artigo sobre isso com mais detalhes. Confira abaixo!

Seguro governamental

Como citado no passo 4 das instruções de como tirar o IRP, o seguro governamental é item obrigatório para a obtenção do visto de estudante na Irlanda. Trata-se de um seguro privado, que você adquire junto ao pacote da escola, e ele vai te dar acesso ao sistema público de saúde da Irlanda, o mesmo que os próprios irlandeses utilizam.

Diferentemente do Brasil, ao utilizar o sistema público de saúde irlandês, a primeira consulta é paga. E vale ressaltar que se trata de um seguro e não de um convênio, ou seja, ele cobre somente emergências dentro da República da Irlanda. Se você estiver viajando para a Irlanda do Norte, por exemplo, e precisar ir ao pronto-socorro, você não estará coberto por ser um outro país. Por isso recomendamos que seja adquirido um seguro particular, em paralelo, para que você esteja coberto na Europa inteira, uma vez que viajar para outros países enquanto estuda na Irlanda é muito comum entre os intercambistas. Lembrando que a maioria dos países da Europa faz parte do Tratado de Schengen, o qual exige que brasileiros tenham um seguro com cobertura mínima de 30 mil euros. Ou seja, obrigatoriamente você precisará de um seguro como este para viajar pela Europa. 

A Trinity trabalha com a seguradora GTA, a qual não trabalha com sistema de reembolso para emergências. Isso faz total diferença e o pagamento para adquirir o seguro é facilitado (parcela em até 12x). O interessante deste seguro particular é que ele cobre diversos outros casos como mala extraviada, dano à bagagem, atraso de voo e muito mais. 

Exame de proficiência 

Para os alunos que se matricularam no programa de 25 semanas de curso é obrigatório que o aluno faça um teste de proficiência ao final do curso. Ele serve, tanto para escola, quanto ao próprio setor de educação do governo irlandês acompanhar sua evolução. Não existe reprovação nos exames, mas sim pontuação. 

Os mais comuns na Irlanda são o TIE, o IELTS e o Cambridge. Esses dois últimos são aceitos internacionalmente. 

Uma vez que o aluno obteve uma pontuação considerável no IELTS ou no Cambridge, ele já está apto a ingressar no ensino superior. Caso ainda não tenha obtido a pontuação suficiente, como já mencionamos no início deste artigo, o aluno poderá renovar duas vezes para o mesmo programa de 25 semanas, resultando em um total de 2 anos estudando inglês.

Como funcionam as férias?

Ao adquirir 25 semanas de curso, o governo irlandês concede 8 semanas de férias aos alunos (total de 33 semanas de visto). 

Dessas oito semanas de férias, quatro delas devem ser tiradas, obrigatoriamente, ao final do curso. As outras quatro, o aluno poderá solicitar com antecedência à escola (desde que já tenha estudado no mínimo doze semanas). E o aluno pode solicitar, depois dessas doze semanas estudadas, até quatro semanas, ou seja, se quiser tirar apenas duas semanas de férias, as outras duas são somadas às quatro que serão tiradas ao final do curso.  

Há a possibilidade também de tirar as 8 semanas de uma vez, ao final do curso.


Ficou alguma dúvida de como funciona o Intercâmbio na Irlanda?

A Trinity fica contente em esclarecer tudo! 🙂

Para receber um orçamento de intercâmbio na Irlanda, não hesite em nos contatar através de e-mail: info@trinityintercambio.com.br ou WhatsApp: +55 11 94790-8935.

Você gostaria de fazer um orçamento conosco? Basta preencher esse formulário.

× Clique aqui