Como funciona o intercâmbio na Espanha

Como funciona o intercâmbio na Espanha

A Espanha além de ser um país lindo, é também rico economicamente, em cultura e tradições. Além do mais, ele conta com uma perfeita gastronomia e inúmeros monumentos espalhados pelo país. Mas, não é só isso, as paisagens espanholas são deslumbrantes, como seu extenso litoral azul intenso. Inclusive, por conta dessas características, a Espanha é um dos lugares mais visitados todos os anos. E, claro, dentre esses turistas estão vários brasileiros que são encantados por esse local. Vale destacar que a Espanha está localizada na Península Ibérica, em específico, no Sudoeste da Europa. Assim sendo, é um país que faz limites com Portugal, a oeste; com o Mar Mediterrâneo, a leste; ao sul, com a França; e com o oceano Atlântico, ao norte. Por isso, este país se encontra no hemisfério norte e em parte no hemisfério ocidental. O principal idioma do país é o espanhol.

Como tirar o visto de estudante para Espanha 

Até 90 dias

Brasileiros só precisam de visto para entrar e ficar na Espanha se a permanência for superior a 3 meses (90 dias), caso contrário, respeitando esse período não é necessário o visto, mesmo que o motivo da viagem seja estudos. Neste caso, para entrar no país é preciso: passaporte válido; passagem de volta; seguro viagem (maiores detalhes abaixo); carta Convite ou Comprovante de Hospedagem; comprovante financeiro; comprovante do motivo de viagem (cursos, roteiro de viagens, etc).

Acima de 90 dias 

Para intercâmbios com duração superior a 90 dias é necessário solicitar o Visto de Estudos. O Visto de Estudos é solicitado ainda no Brasil. A solicitação deverá ser feita no Consulado Geral da Espanha mais próximo de onde a pessoa reside. A entrada com o pedido de visto deve ser feita 3 meses antes do início do curso. O período máximo para eles fornecerem uma resposta é de 1 mês. Uma vez que o visto seja fornecido, deverá ser retirado no prazo de 2 meses (a partir da data de notificação).

O período de estadia permitido será o mesmo da duração dos estudos, sendo o tempo máximo de 1 ano. Vale ressaltar que se o curso for superior a 6 meses, é necessário que o aluno estrangeiro solicite o cartão de identidade de estrangeiro (NIE) conhecido como “Tarjeta de extranjero” (corresponde ao nosso RG e CPF no Brasil).

Como solicitar o NIE

NIE (número de identificação de estrangeiro), é um número pessoal que serve para identificar cada estrangeiro que está vivendo de maneira legal na Espanha, seja por estudo ou trabalho.

Uma vez que o estrangeiro esteja vivendo acima de 3 meses (90 dias) na Espanha, é obrigatório fazer o documento. Em um futuro, caso queira pedir residência, fazer um contrato de trabalho ou pedir cidadania, esse número de NIE deverá constar na sua documentação. O que poucas pessoas sabem é que é possível solicitar o NIE antes mesmo de chegar na Espanha. Ou seja, o número de identificação de estrangeiro pode ser pedido no país de origem no consulado. Porém, deve ser feito com pelo menos 2 meses de antecedência da viagem, considerando a demora na entrega.

Permissão para trabalho na Espanha

Para que o estudante brasileiro possa estudar e trabalhar na Espanha é necessário: ter no mínimo 18 anos; se matricular em um curso reconhecido na Espanha com duração mínima de 6 meses; ter carga horária mínima de 20 aulas semanais; obter o NIE.

Com o NIE em mãos, o estudante deve abrir um conta em um banco espanhol e já poderá começar a procurar trabalho. Ao conseguir um emprego, o estudante recebe do empregador um oferecimento de trabalho, ou seja, uma job offer. Com isso deve-se solicitar o cartão de Seguridad Social que é como se fosse nosso PIS no Brasil. O estudante tem permissão para trabalhar legalmente na Espanha por 20 horas semanais durante os estudos. Se o programa incluir férias, é permitido trabalhar por até 40 horas, neste período de férias. O visto de estudante espanhol oferece a possibilidade de se obter o NIE, dando assim direito ao aluno de trabalhar legalmente. 

Seguro viagem

O seguro viagem é obrigatório para entrar na Espanha, portanto, poderá ser exigido pelas autoridades locais durante o controle do seu passaporte. O seguro deve ter um valor de cobertura mínima de 30 mil euros devido ao Tratado de Schengen. 

Seja para fazer intercâmbio ou apenas visitar o país, portadores de passaporte brasileiro precisam ter comprovante desse seguro viagem para passar pela imigração da Espanha. Se não tiver e for cobrado pelo fiscal, poderá ser deportado de volta ao Brasil!

Comprovação financeira

O estudante deve apresentar provas documentais que atestem que o solicitante dispõe de meios financeiros suficientes para toda a sua estadia na Espanha.  Recomenda-se ter disponível em reais o valor correspondente a 700 euros mensais vezes o tempo do curso que vai realizar na Espanha. Caso o suporte financeiro seja dos pais do aluno, é preciso apresentar carta de suporte financeiro, apostilado e traduzido para o espanhol por um tradutor juramentado. 🙂


Ficou alguma dúvida sobre como funciona o Intercâmbio na Espanha?

A Trinity ficará contente em esclarecer tudo!

Para receber um orçamento de intercâmbio na Espanha, não hesite em nos contatar através do e-mail: info@trinityintercambio.com.br ou WhatsApp: +55 11 94712-1141.

Você gostaria de fazer um orçamento conosco? Basta preencher esse formulário.


× Clique aqui